Mulheres, tráfico e cárcere

Como é a rotina na Penitenciária Feminina de Pirajuí, no interior de São Paulo, em que livros, cartas e tricô são algumas das formas encontradas pelas detentas para aliviar a solidão, o medo e os dias na prisão