Em depoimento, serial killer revela detalhes das mortes

Durante doze anos, garotos de 8 a 15 anos encontraram esse trágico fim em diversos pontos da ilha de São Luís do Maranhão. Crianças pobres, que viviam em áreas de periferia e desapareciam sem deixar vestígios. Até os corpos - ou ossadas - serem encontrados, geralmente em áreas isoladas de mata. Em um depoimento gravado por policias em vídeo, o assassino, Francisco das Chagas revelou detalhes das mortes.